terça-feira, 18 de julho de 2017

SINOS







Os sinos da minha aldeia,
Uma ideia que tenho da minha aldeia,
Badalam as horas certas
E anunciam acontecimentos e factos.
Não tendo religiões
O que seria eu sem os sinos da minha aldeia.
É um conforto serem sonantes,
Justificam- me.
Conto com eles,
cumprindo-se como sinos que dão horas,

acredito na existência de uma aldeia minha.
Mas não.



Sem comentários:

Enviar um comentário