terça-feira, 4 de julho de 2017

O MAR E UM HOMEM





A tranquilidade de o mar tranquilo que 
também faz esses momentos de descanso de si mesmo, de não ser sempre revoltoso, em cascatas de ondas feias.

Assim tranquiliza o homem que o olha.

Espelham-se um no outro, e embora não se 

sabendo, o mar pensa precisamente nisso: na 

acalmia que lhe transmite o homem tranquilo 

quando olha sem exigências para si.




Sem comentários:

Enviar um comentário