quarta-feira, 31 de maio de 2017

POESIA SEM PALAVRAS





Em dias como hoje,
Não há nada para dizer.
É a poesia sem palavras.
E há quem diga da poesia,
Que em dias como hoje
Está a mais com palavras.
Com um dia assim concordo,
São redundantes, ambas.
Só de sentir o calor na pele, pleno-me.
E todo o meu reservatório de prazer,
O intelectual e o do corpo
Basta-se com o calor, sem poesia nem palavras,

A súmula das duas.



Sem comentários:

Enviar um comentário